Artigos

  • 11/02/2005
    Intimité Préservée
    Il y a du nouveau dans le domaine de la psychiatrie et de la santé mentale. Le ministre de la santé, Philippe Douste-Blazy, l´a exprimé le vendredi 4 février, lors d´une conférence de presse à Paris, diffusée sur les chaînes de télévision en réseau national, où il a présenté son si attendu plan psychiatrique.
  • 19/12/2004
    Medidas de Natal
    Ele trocava as etiquetas dos vestidos de sua mãe todos os Natais. Demorou muito tempo para que seus sete irmãos descobrissem a trapaça afetiva do mais velho. Todo ano era a mesma coisa: só ele acertava o manequim correto, número 42. Não havia nada que fizesse sua querida mãe perder o corpinho voleibolista dos seus 20 anos de doce memória: nem o peso da idade, nem a vida sedentária, nem o refinamento gastronômico...
  • 03/12/2004
    Timbalalaika
    Não são muitos os filmes que exploram o fato de que uma vida pode ser sustentada em uma só palavra, e mais, uma palavra, de preferência, incompreensível.
  • 14/11/2004
    Está todo mundo indignado
    Está todo mundo indignado, vocês notaram? Parece aquele funk que dizia ‘tá tudo dominado’. E os indignados não escondem seu orgulho, chegando a haver concurso de mal-estar: uma enxaqueca versus uma úlcera; um quase enfarte versus um desmaio.
  • 21/08/2004
    A Psicanálise do Homem Desbussolado – As reações ao futuro e o seu tratamento
    “O viajante surpreendido pela noite pode cantar alto no escuro para negar seus próprios temores; mas, apesar de tudo isto, não enxergará mais que um palmo adiante do nariz”.
  • 21/07/2004
    Complexo de Cientista
    No caderno Mais! de 20 de junho de 2004 deparamo-nos com uma entrevista de Mark Solms, “precursor” da chamada “Neuropsicanálise”. Solms propõe uma junção ecumênica de paradigmas incompatíveis: a psicanálise e a neurociência.
  • 22/04/2004
    O Analista como Ensinante
    Não é habitual dizermos “o analista como ensinante”. Fomos habituados, por Lacan, ao contrário, a preferir: ‘o analisando como ensinante’. Lacan defendeu esta idéia em seu seminário, lembrando que quem fala se faz sujeito da fala, ficando, por conseguinte, na posição de analisante.
  • 23/02/2004
    A “desinstitucionalização” do luxo
    Hoje, o luxo está mais a serviço da promoção de uma imagem singular do que de uma imagem de classe.
  • 28/11/2003
    Prólogo do livro: "Você Quer o Que Deseja?"
    Você quer o que deseja? é urna pergunta profundamente humana: a dúvida e a decisão são exclusivas da nossa espécie.
  • 28/11/2003
    Prologue to the book Do You Want What You Desire?
    Do you want what you desire? is a deeply human question: doubt and decision are exclusive to our species.
  • 28/11/2003
    Prologue du livre Vous Voulez ce Que Vous Désirez?
    Vous voulez ce que vous désirez? c'est une question profondément humaine: la doute et la décision sont exclusives de notre espèce.
  • 11/08/2003
    Ação do Real – Carta ao Presidente Lula
    Pedem-me que fale do futuro da psicanálise. É típico de quem tem dez anos. Em 1996, também Jacques-Alain Miller me convidou para refletir sobre as mudanças da psicanálise no encerramento do Encontro Internacional do Campo Freudiano, em Buenos Aires.
  • 01/08/2003
    Bases para uma conversa sobre “Uma psicanálise para o século XXI”
    Ex-ergo: O pai matou o filhinho; a filhinha matou o pai e a mãe; o aluno incendiou a escola; a senhora se suicidou. E todos pareciam tão sadios, iguais a toda a gente! Está todo mundo perdido: maior que o medo, é o suspense. Surgem calmantes de ocasião, sempre três: psicose, moral e possessão.
  • 01/01/2003
    Aprendendo a Desaprender
    A vaca sabe ser vaca, mas o homem não sabe ser homem. À diferença de todos os animais, o ser humano nasce despreparado para a vida, para sobreviver neste mundo.
  • 01/01/2003
    Philippe Starck e o Brasil
    Philippe Starck é um arquiteto, mas não é; é um desenhista industrial, mas não é; é um performer, mas não é, enfim Philippe Starck não se enquadra...
  • 01/01/2003
    Euforia Depressiva
    As grandes revistas semanais de circulação nacional dedicam cada vez mais páginas à seção de comportamento. Antes, o xodó era a economia, agora é o comportamento. E tome remédio para tudo.
  • 01/01/2003
    Silêncio das Gerações
    Ex-ergo: O pai matou o filhinho; a filhinha matou o pai e a mãe; o aluno incendiou a escola; a senhora se suicidou. E todos pareciam tão sadios, iguais a toda gente! Está todo mundo perdido: maior que o medo, é o suspense.
  • 23/07/2002
    Epidemia de Medéias - Novos modos da desorientação pulsional
    Desligar-se da sua maneira habitual de usar a palavra por uma nova ligação é o efeito de uma análise, como o apresentei no livro Da palavra ao gesto do analista: o “recontrato com a palavra” .
  • 02/01/2002
    Freud não explica, implica
    Jorge Forbes conta uma parte de sua trajetória na psicanálise e seu encontro com Lacan, nesse trabalho apresentado em dezembro de 2001, numa mesa redonda comemorativa dos cem anos de Jacques Lacan.
  • 01/01/2002
    Sem limite
    Um dia talvez, quando os historiadores se debruçarem sobre os últimos vinte anos do século vinte, notarão que uma das suas mais claras características foi o estabelecimento do “sem limite”.
Exibindo 141 - 160 de 205
< Anterior 1234567891011 Próximo >